TV & Famosos

MC Loma chora após Lucas Albert tirar sarro sobre a paternidade de sua filha Melanie

MC Loma mais uma vez teve que falar sobre a paternidade de sua filha Melanie. A cantora pernambucana já pediu para as pessoas não tentarem adivinhar quem é o homem. Em uma entrevista recente, ela revelou que foi humilhada por um homem que não ajuda financeiramente e nem quer entrar em contato com ela.

“Não é presente, não presta, me humilhou quando eu falei que estava grávida. Os amigos dele diziam que ele estava com vergonha, me pediu pra não contar pra ninguém”, afirmou.

Loma disse ainda que o homem conta com o apoio dos amigos e que não quer falar sobre o assunto para não ficar conhecido nas redes sociais. “Hoje em dia o povo na internet ama dar fama pra gente que não presta, e vão acabar dando fama pra ele que me humilhou”, disse a artista.

Naquela noite de quarta-feira (9) foi a lua da pequena Melanie. No entanto, as coisas não terminaram bem para Loma. Lucas Albert, amigo da cantora, postou uma série de vídeos de um rapaz em que afirmava ser o pai da criança. O site estava repleto de informações e fez vários comentários negativos sobre o perfil pessoal da referida pessoa.

Dois meses após o nascimento de Melanie, MC Loma, de 20 anos, falou sobre o pai da criança. A cantora disse desde o início da gravidez que não revelaria o nome do rapaz. Isso porque ela disse que não está presente na vida da criança e, além de ter vergonha da gravidez, chegou a pedir um exame de DNA para confirmar a paternidade.

Loma disse anteriormente que o pai de Melanie era um ex-namorado e que ele não era famoso. Ela lembrou que quando contou ao menino sobre sua gravidez, ele não foi receptivo. A cantora também disse – sem revelar detalhes – que sofreu ataques de ansiedade durante a gravidez devido à humilhação do pai do bebê.

“Eu falei assim para o menino: ‘olha, eu estou grávida’. Aí ele: ‘é? Está bom, mas não fala para os meus amigos, não. Fala para ninguém, não. Cala a boca’. Os próprios amigos dele falaram que ele estava com vergonha”, disse.

Loma disse que o homem pediu um teste de DNA para comprovar a paternidade, o que ele não quis. Ele também afirmou que não queria saber sobre sua filha mesmo depois de seu nascimento e que se recusou a falar com ela e teve que se comunicar com seus advogados.