TV & Famosos

Renata Lo Prete se despede de projeto na TV Globo e desabafa dizendo: “Imenso orgulho”

Na tarde da ultima terça-feira, Renata Lo Prete anunciou nas redes sociais que não é mais a apresentadora do podcast o Assunto, do grupo G1, de noticias da Globo. A repórter deixará o programa de vez na próxima sexta-feira e refletiu sobre os anos no comando da atração.

“Foram 3 anos, 2 meses e 15 dias durante os quais aconteceram (para ficar nos gigantes) a pandemia, uma guerra e a eleição mais definidora do destino do Brasil desde a redemocratização”, iniciou ela. Mais tarde, o âncora refletiu sobre os números alcançados ao se comprometer com o projeto.

“834 episódios. Número ainda maior de entrevistados. + de 88 milhões de downloads. Para mim, experiência transformadora de escuta (dos convidados, dos ouvintes, do próximo). Imenso orgulho por ter integrado o time que criou o podcast diário do G1e fez dele produto de excelência”, disse.

Renata Lo Prete, então, aproveitou para agradecer a todos que estiveram na viagem com ela. Agora se dedica integralmente ao Jornal da Globo, cujo programa de rádio é substituído por Natuza Nery.

“Agradeço à Direção de Jornalismo da Globo pela oportunidade, pela confiança e por apoiar, agora, minha decisão de que chegou a hora de partir, porque jornalismo é movimento. Obrigada sobretudo aos ouvintes, que colocaram O Assunto em suas vidas e com ele estabeleceram uma troca generosa, que me ensina todos os dias”, completou a jornalista.

Por fim, ela também enviou uma mensagem para a nova comandante do podcast: “À querida @NatuzaNery, que vai assumir a apresentação do podcast, meus votos de muito sucesso. Ela não precisa, mas sabe que estarei aqui para tudo em que puder ser útil”.

Renata Lo Prete é apresentadora e editora. Iniciou sua carreira na década de 1980 trabalhando como jornalista para os jornais O Estado de S.Paulo e Jornal da Tarde. Estabeleceu-se como repórter da Folha de S. Paulo nos anos seguintes.

Sua atenção se voltou para a política em 2005, sua entrevista com o então vice-presidente Roberto Jefferson desencadeou o escândalo do Mensalão, que lhe rendeu um prêmio. Em 2012, deixou a Folha para assinar contrato com a GloboNews, onde trabalhou como repórter e âncora.

Em 2017, assumiu a chefia da principal emissora Jornal da Globo, substituindo William Waack. A partir de 2018, ela empatou com William Bonner nos resultados da pesquisa da Globo.