TV & Famosos

Datena explode e insulta Guilherme Pádua ao vivo em programa: ‘Demorou pra morrer’

O ex-ator e pastor Guilherme de Pádua, que tirou a vida da atriz Daniella Perez, faleceu vítima de infarto ao 53 anos, ontem (domingo, 06/11). A informação foi divulgada pelo Pr. Márcio Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, em Minas Gerais.

Em live na Rede Social Instagram, o pastor disse que Guilherme faleceu em casa. “Pouco antes das 22h, recebi o telefonema de uma irmã falando de um dos nossos pastores que acabou de falecer. Para mim, foi um impacto muito grande, porque hoje de manhã eu dirigi o culto e ele estava com a esposa no 1º banco”, disse.

“Ele praticou aquele crime tão terrível com a Daniella Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Ele estava dentro de casa, caiu e morreu. Acabou de morrer”, completou o pastor.

Assim como vários famosos, Datena não poupou nas críticas a Guilherme de Pádua durante o Programa Brasil Urgente. Irritado, ele detonou o assassino que tirou a vida da atriz Daniella Perez, mesmo após sua morte.

“Morre Guilherme de Pádua, assassino confesso da atriz Daniella Perez. Demorou pra morrer esse vagabundo aí né? Pois, no fim da vida, ele se arrependeu e virou pastor”, começou Datena. Em seguida, o apresentador refletiu sobre a nova profissão que o ex-ator estava exercendo após cumprir sua pena na prisão.

“Que que adianta? O cara se arrepender e virar pastor depois que ele matou? Por que ele não se arrependeu antes?”, questionou o jornalista, relembrando o crime brutal que parou o Brasil nos anos 90.

“Que a terra lhe seja pesada. Esse assassino frio que simplesmente tirou a vida de uma menina que tinha uma carreira brilhante pela frente e que caiu nas garras desse criminoso da pior qualidade”, completou o contratado da Band, enfurecido com o ex-ator, já falecido.

Velório do ex-ator Guilherme de Pádua

Guilherme de Pádua, vítima de um infarto fulminante no último domingo (06), o ex-ator e pastor evangélico foi velado hoje na segunda-feira (07) na Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG). A cerimônia durou cerca de 3 horas e seu sepultamento foi feito no Cemitério Parque da Colina.

De acordo com o NaTelinha, que esteve junto nos últimos momentos de amigos e familiares ao lado do artista, ao menos 300 pessoas acompanharam a cerimônia. Ex-presidiários e pessoas em liberdade condicional afirmaram ter tido suas vidas transformadas pelo pastor.