TV & Famosos

Jovem Pan demitiu nomes famosos após resultado das urnas

Domingo o TSE confirmou para o Brasil a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva como novo presidente do Brasil, a partir de 2023. A repercussão foi grande, e movimentou a bolsa de São Paulo, além de derrubar o dólar, mas os veículos de comunicação também tiveram suas reações ao resultado das eleições.

Líderes de diversos países deram os parabéns a Luiz Inácio Lula da Silva como novo presidente do Brasil. O presidente derrotado Jair Bolsonaro, levou dois dias para se manifestar sobre sua derrota nas eleições, mas disse que não contesta o resultado das eleições presidenciais.

Muitos veículos de comunicação também sofreram algumas revoluções, principalmente em seus quadros de funcionários. A Jovem Pan por exemplo, anunciou o desligamento de alguns nomes muito famosos, e a ação começou a repercutir muito nas redes sociais, por se tratar de pessoas renomadas.

Os nomes demitidos chamaram atenção, Guilherme Fiúza, Carla Cecato, Augusto Nunes, Caio Coppola (todos defensores do governo Bolsonaro), Guga Noblat (defensor de Lula) e o apresentador Maicon Mendes, foram desligados de suas funções.

Um dos líderes que permaneceu no meio de comunicação, falou a revista Veja sobre a atitude do canal: “O que agora está sendo buscado na Jovem Pan é uma linha de formação mais igualitária nos posicionamentos políticos, porque é preciso haver o contraditório no jornalismo. Antes, não tinha muito essa contradição, a emissora apresentava-se mais conservadora”.

Um dos nomes mais conhecidos, e que vem repercutindo, foi de Carla Cecato, a mesma já estava afastada a algumas semanas. Ela declarou apoio ao presidente Bolsonaro no segundo turno das eleições presidenciais, e agora acabou sendo desligada de vez do canal.