Notícias

Atirador que invadiu escolas no ES é preso pela polícia; suspeito tirou a vida de 3 pessoas

Os disparos ocorreram na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Primo Bitti e em uma escola particular.

Na região de Aracruz, no Espírito Santo, nesta sexta-feira, dia 25 de novembro, um atirador invadiu duas escolas e tirou a vida de três pessoas. Ele entrou no local armado, e horas após o crime, foi preso. Se trata de um adolescente que seria aluno de um dos colégios. O adolescente chegou a ficar foragido por um tempo, mas foi encontrado e está preso.

As informações iniciais indicam que ele seria aluno da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Primo Betti (E.E.E.F.M). Após o ataque, o jovem ainda conseguiu fugir utilizando um veículo dourado, com placa coberta.

“O adolescente, depois, em um veículo Renault Duster dourado e com placas tampadas, foi ao outro colégio. Lá, ele fez a mesma coisa, e atingiu cinco pessoas. Um óbito no local”, detalhou o capitão Alexandre, diante do ocorrido.

A Polícia Civil, Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados para atender a ocorrência. Imagens que foram compartilhadas nas redes sociais mostraram as equipes de saúde retirando as vítimas. O atirador ainda feriu 11 pessoas.

Sua identidade ainda não foi divulgada pelas autoridades. Além disso, a identidade das vítimas também não foi compartilhada, apenas se sabe que se tratou da morte de um aluno menor de idade e de dois educadores. Um vídeo que foi compartilhado nas redes sociais chegou a mostrar o momento em que o atirador invade a escola e atira contra as pessoas.

Tiroteio

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o autor invadiu a escola estadual com uma pistola e fez vários disparos quando entrou no estabelecimento educacional. Depois, foi até a sala dos professores e fez novos disparos. Na unidade, dois professores foram mortos.

Na sequência, o rapaz deixou o local em um carro e seguiu para a escola particular Centro Educacional Praia de Coqueiral, que fica na mesma região. Um aluno foi morto. Após o segundo ataque, o assassino fugiu novamente em um carro.

Dois professores e um aluno foram mortos. As identidades e idades não foram divulgadas. Onze pessoas foram baleadas, uma delas teve de ser resgatada pelo helicóptero. Segundo os dados do Censo Escolar de 2021, a escola Primo Bitti tem cerca de 500 alunos matriculados. O governo estadual não confirmou quantos alunos estavam presentes no momento do atentado.