Notícias

Esqueleto semelhante a uma mão surge em praia de SP e assusta moradores

Na manhã deste domingo, dia 20 de novembro, um casal encontrou um fóssil na praia Balneário Mares do Pontal, na região de Ilha Comprida, em São Paulo. Letícia Santiago e Devanir Souza notaram que o esqueleto se assemelha bastante com uma mão.

Foto: Arquivo pessoal/Letícia Santiago

“Cedinho, eu e meu namorado andávamos pela praia, quando encontramos essa ‘espécie de mão’. Não achamos que pode ser humana, por conta do tamanho e quantidade de falanges. Estamos impressionados”, revelou Letícia ao falar sobre o assunto.

Eric Comin, biólogo marinho, explicou que se trata do esqueleto de um mamífero aquático, ou seja, pode se tratar de uma baleia ou um golfinho. De acordo com informações fornecidas pelo o especialista, o animal deve ter morrido há cerca de 1 ano e meio.

Letícia, a mulher responsável por encontrar o fóssil, contou que ‘três dedinhos’ estavam para cima e que era algo muito grande e muito duro. Em tom de brincadeira, ela cogitou a possibilidade de ser um alienígena.

Apesar de já ter identificado que se trata de um cetáceo, o biólogo informou que para saber a espécie exata do animal encontrado, é necessário que mais análises sejam realizadas. Porém, considerando o tamanho, Comin acredita que se trata de um golfinho. Quando se encontra uma ossada de um animal marinho, a recomendação é que se acione a Polícia Ambiental da região. Se trata de uma ação importante para se realizar o reconhecimento.

Em um vídeo gravado pelo casal, Letícia conta como a ossada foi encontrada, que teria tropeçado no esqueleto que, segundo ela, estava com as ‘três pontinhas dos dedos para cima’ e ao se deparar com o material, ela suspeitava ser uma mão humana. A dupla jogou água para tirar os resíduos e percebeu que não era uma ossada de um ser humano.

“É muito grande. Pensa em um ‘trem duro da bexiga’. Que bicho que é a gente não sabe, e se é um alienígena, pior ainda!”, brincou Letícia ao mostrar e narrar as características do esqueleto.